Feeds:
Posts
Comentários

Posts Tagged ‘Jornalismo Unicruz’

Ser Jornalista é saber persuadir. É ‘hipnotizar’ informando e informar hipnotizando. É não ter medo de nada nem de ninguém. É aventurar-se no desconhecido, sem saber direito a que caminho irá te levar. É confiar desconfiando, é ter um pé sempre atrás e a pulga atrás da orelha. É abrir caminho sem pedir permissão, é desbravar mares nunca antes navegados. É nunca esmorecer diante do primeiro não, nem do segundo, nem do terceiro, nem de nenhum. É saber a hora certa de abrir a boca, e também a de ficar calado. É ter o dom da palavra e o dom do silêncio. É procurar onde ninguém pensou, é pensar no que ninguém procurou. É transformar uma  simples caneta em uma arma ‘mortífera’. Ser jornalista não é desconhecer o perigo, é fazer dele um componente a mais para alcançar o objetivo.

Ser jornalista é enfrentar reis, presidentes, líderes, guerrilheiros, terroristas, e até outros jornalistas. É não baixar a cabeça pra cara feia, dedo na cara, ameaças de morte. Jornalismo é profissão perigo. É coisa de doido, de maluco beleza. É olhar para a linha tênue entre o bom senso e a loucura e ultrapassar os limites sem pestanejar. É saber que entre um furo e outro de reportagem fará um monte de besteiras no caminho. Quanto mais chato melhor o jornalista.

Ser jornalista é ser meio metido. É ignorar solenemente todo e qualquer escrúpulo. Ética? Sempre, desde que não atrapalhe. A única coisa realmente importante é manter a dignidade. É ser petulante, é ser agressivo, respeitando seus princípios acima de tudo até mesmo da profissão. É  fazer das tripas coração pra conseguir uma mísera declaraçãozinha. É apurar, pesquisar, confrontar, cruzar dados. É perseguir as respostas implacavelmente. É lidar com pressão, pressão de todos os lados. É matar um leão por dia, e ainda sair ileso. É ter o ‘sexto sentido’ mais apurado do que os outros sentidos, e saber que é ele quem vai te tirar das enrascadas.

Ser jornalista é ser meio ator, meio médico, meio advogado, meio atleta, meio tudo. É até meio jornaleiro, às vezes. Mas, acima de tudo, é amar a profissão e saber que, de uma forma ou de outra, todo mundo também gostaria de ser um pouquinho jornalista.

Anúncios

Read Full Post »